Revista Business Portugal

A beleza do sucesso

Duas gerações distintas que se encontram na paixão comum pela Harmonização Facial, alimentada pela procura cons- tante de mais conhecimento, novas técnicas e aprendizagens diárias. Rita Murad e Joana Lino são duas médicas dentistas de formação pioneiras na introdução de um novo conceito no mundo da beleza: a Harmonização Facial, um tratamento que procura destacar a beleza natural de cada pessoa.
Duas mulheres jovens a fazer um percurso de sucesso no mundo empresarial. Numa sociedade que “ainda não está preparada para a mulher ativa”, as empresárias acreditam que têm tido um papel fundamental na mudança de paradigma.

“A harmonização é simplesmente a matemática da beleza, com uma arte associada”

Do sonho ao sucesso

Médicas dentistas de formação, ambas perceberam nos seus percursos que esse caminho seria apenas uma ponte de conhe- cimento para chegar à paixão de hoje – a Harmonização Facial. Quando há 10 anos, Rita Murad ingressou na área, em Portugal, as pessoas não reconheciam conceitos como preenchimentos e botox, ao contrário de Inglaterra, onde decidiu conhecer mais de perto o conceito. Desde cedo a trabalhar na análise facial, Rita percebeu que havia algo mais a explorar e, desde então, está em constante procura de novas técnicas e conhecimentos em pós-gra- duações, formações e congressos, a nível mundial, com o objetivo de proporcionar felicidade e bem-estar aos seus pacientes.

Embora com um percurso distinto, Joana Lino percebeu tam- bém que a Harmonização Facial seria o seu futuro profissional. “Quando percebemos o que não queremos, descobrimos o que pretendemos vir a fazer” e foi então na pós-graduação em Implan- tologia que, rapidamente, percebeu que adorava fazer preenchi- mento labial. Inscreveu-se numa pós-graduação de Marketing Management, na Porto Business School, enquanto fazia também muitos cursos de Harmonização Facial com especialistas brasilei- ros, e percebeu que queria ter o seu próprio negócio e conceito.

A falta de informação, a paixão pela Harmonização Facial e vários anos de atuação clínica na área motivaram Rita Murad a criar um grupo no Facebook, que reunia colegas de medicina

dentária com a mesma paixão. “Percebi que havia pouca infor- mação e queria falar sobre isso. Então criei um grupo de Facebook e perguntei: quem é que em Portugal faz isto?”. Por ironia do destino Joana Lino foi a primeira pessoa a aderir ao grupo e a responder a tudo, de forma muito entusiasta. Entre conversas por WhatsApp ao nascimento da primeira dupla médica na Harmoni- zação Facial foi um pequeno passo. Começaram por viajar juntas, de norte a sul do país, a prestar serviços em várias clínicas e só depois acharam necessário encontrar um espaço para criar uma marca própria. Queriam, sobretudo, colocar o tema da Harmo- nização Facial no ouvido das pessoas. Foi um crescimento rápido e sustentável resultado de muitas conversas, reuniões e trabalho árduo. “Com dedicação e amor, as coisas fazem-se. Não foi com dinheiro, não tivemos investidores, mas tínhamos vontade”, diz- -nos orgulhosamente Joana.

Murad&Lino: Mais do que uma clínica, um movimento

Rita e Joana perceberam que juntas “eram muito melhores” e em dezembro de 2019, a paixão comum materializa-se na Murad&Lino Clinic – a primeira clínica médica especializada em Harmonização Facial do país. Um projeto que fazia todo o sen- tido para passarem a mensagem e a sua marca.

Na Murad&Lino Clinic são utilizados vários procedimentos estéticos e funcionais, que quando combinados melhoram as proporções do rosto, transformam algumas características e tra- tam o envelhecimento da pele. Podem ser combinadas técnicas como o preenchimento facial com ácido hialurónico, peeling químico, plasma rico em plaquetas, toxina botulínica (o conhe- cido botox), infusão de princípios ativos ou bioestimuladores de colagénio. Os tratamentos estão indicados tanto para mulheres como para homens de todas as idades, que procuram prevenir e rejuvenescer o rosto com naturalidade.

O que começou por ser uma equipa de duas pessoas foi cres- cendo, de forma sustentável, como nos explica Rita “foi tudo muito pensado”. Hoje, a clínica é composta por uma equipa multidisciplinar, com mais de 15 profissionais, das mais diversas áreas, desde a Medicina Dentária individualizada a Transplante Capilar, passando por Dermatologia e Nutrição.

Colmatando a pouca oferta de formação na área, a clínica tem também uma vertente de formação customizada, com inputs prá- ticos. Embora comece a haver formações relacionadas, a Mura- d&Lino Clinic está a trabalhar para que haja algo mais credibi- lizado, a nível académico. As empresárias veem na permuta de conhecimentos uma grande vantagem, porque cada cultura tem o seu procedimento.

Harmonização Facial – harmonizar não é padronizar

O sonho da maioria das mulheres (e também de muitos homens, porque estar bem e em pleno não é só para as mulheres) é conseguir ter um rosto sempre jovem e saudável. Por isso, há cada vez mais pessoas a procurar soluções que enalteçam os traços naturais e tornem o rosto mais harmonioso. O conceito “full face” recorre a técnicas minimamente invasivas e o foco deste trata- mento está na melhoria natural de todo o rosto.

As pessoas têm cada vez mais o desejo de ter uma aparência confiante, mas os procedimentos estéticos ainda são tabus e alvo de preconceitos. E porquê? São vários os motivos, mas para Rita Murad, os principais responsáveis são os media que associam tudo o que é mau ao botox, o que explica as muitas mensagens de críticas que recebem, não ao trabalho que fazem, mas sim às pessoas que recorrem aos procedimentos estéticos. “As críticas associam o botox à falta de inteligência, pessoas fúteis e burras”, explica Joana.

Joana e Rita acreditam que, devido à falta de informação, ainda existem alguns receios neste tipo de tratamentos e é precisamente para desmistificá-los que trabalham todos os dias. “As sociedades evoluem com mais e melhor informação e é esse o trabalho que estamos a fazer”.

Quando começaram a trabalhar na área não existia uma ter- minologia própria que definisse o que faziam. Hoje, os pacientes estão mais informados e o termo está mais democratizado. “Eu e a Joana queremos acreditar que fizemos parte desse movimento”.

Para Rita, “harmonizar não é deixar artificial, é um mito errado”. A harmonização é simplesmente a matemática da beleza, com uma arte associada. Os preconceitos estão, muitas vezes, relacionados aos riscos, mas que também existem em outros tra- tamentos fora da medicina estética. E, por isso, há uma procura

escondida e clandestina. “Vivemos do marketing e temos de fazer comunicação e explicar o que fazemos. As pessoas veem, ouvem, percebem e, aí sim, procuram.” O maior objetivo de Rita e Joana é normalizar, informar e mudar mentalidades. Felizmente, realçam, há muita gente a ajudar neste processo. “Temos colegas fantásti- cos que fazem o mesmo. É sinal de que passamos a mensagem”.

Nos últimos dois anos, houve uma mudança de mentalida- des e Rita acredita que ambas tiveram responsabilidade nessa mudança. “Somos duas mulheres harmonizadas e muito diferen- tes, não padronizadas e isso também passa confiança”.

Jovens, empresárias e mulheres: sucesso

Mulheres, idade e preconceitos, sobretudo nesta área, são os principais desafios com os quais lidam diariamente. As médicas dentistas revelam que, por motivos diferentes, foram já alvo de preconceito por serem mulheres empresárias tão jovens. Para Joana Lino, a idade é apenas um número, mas é algo que causa estranheza nos pacientes. “Como explicar que somos novas e já fizemos tanta coisa?” Foi um trabalho de conquista, mas hoje em dia, a questão da idade está ultrapassada. Aliás, Joana Lino, não desvalorizando os mais velhos, só encontra vantagens em traba- lhar com profissionais mais jovens: estão com mais energia para assimilar, aprendizagem mais recente, formação constante.

 

“Tão novas e já têm uma clínica?” é também uma questão constante à qual Joana responde prontamente: “Tem tudo a ver como dedica- mos o nosso tempo”. Por outro lado, Rita Murad aponta a discri- minação para a questão da maternidade. Embora aconteça, cada vez menos, é constantemente confrontada com a sua organização familiar. “É muito comum perguntarem onde fica a minha filha enquanto eu estou a trabalhar, mas ao meu marido não pergun- tam”. Na opinião da médica dentista, não existe diferença entre homens e mulheres, mas sim entre homens e mães e enquanto não houver igualdade de direitos parentais, não haverá entre homens e mulheres. É com dificuldade, muita vontade e gostando do que se faz que Rita conse- gue gerir e conciliar a vida pessoal e profissional. Por outro lado, para Joana Lino, o segredo “é amar, acreditar e ter um propósito e o nosso é mudar o mundo”.

Rita acredita que o sucesso é alcançado com humildade, saber que estamos sempre a aprender, que amanhã vamos ser melho- res do que somos hoje.

“Queremos fazer parte deste movimento e acreditamos na igualdade dos direitos. O mundo não está preparado para isso ainda, mas aos poucos vai estar”.

A discriminação e os preconceitos são balanceados com a soli- dariedade profissional. “As pessoas dão-nos palavras muito queri- das. Aliás, temos médicos dentistas, de várias áreas, que querem fazer cursos connosco”. Duas mulheres empresárias numa área que ainda não está muito bem posicionada na medicina, mas que mesmo assim não desistem de passar a sua mensagem.

Contribuição da medicina estética para a emancipação da mulher

As jovens empresárias reconhecem que a sociedade ainda não está preparada para mulheres de poder, mas irá estar. “Já fizemos muito, mas temos muito caminho pela frente.

“Fui promovida no trabalho e tenho a certeza que foi por ter realizado o tratamento” – é uma frase que Joana e Rita ouvem constantemente na Murad&Lino Clinic e uma normal conse- quência porque “quando um homem ou uma mulher se sente bem com ele próprio, é mais confiante para fazer o seu trabalho”, como nos confidencia Rita Murad. Na política, por exemplo, há pessoas que procuram a Murad&Lino Clinic para consegui- rem uma imagem confiante. Como nos revela Joana “há uma mudança no olhar, vestem-se de forma diferente, saem do traba- lho que não gostam, há mulheres a libertarem-se e a ganharem coragem de fazer coisas que achavam não ser capazes”.

Um rosto bonito é um rosto saudável

Como garante Joana Lino, para ter um negócio como a Murad&Lino Clinic é preciso a personalidade muito forte que as caracteriza. No trabalho diário, a gestão das pessoas, as expetativas e diferentes formas de pensar, são desafios constantes. Para o futuro, Rita e Joana tem vários projetos em mente. “Queremos ouvir falar de

nós. Pensar no que evoluímos, no último ano, faz-me acreditar”, assevera Joana. O cresci- mento da equipa e novas áreas são também um dos objetivos futuros. Para quem trabalha na área da saúde, a mente aberta a novos conhecimentos é algo essencial para a evolução, salienta Rita Murad, porque os padrões de beleza são diferentes culturalmente e vão mudando ao longo dos tempos. O segredo é mantermo-nos bem e saudáveis, porque um rosto bonito é um rosto saudável.

Abrir Chat
1
Podemos ajudar?